Fazenda Rio Grande quer se tornar cidade ideal ate 2050; confira entrevista com presidente da Acinfaz

Fazenda Rio Grande quer se tornar cidade ideal ate 2050; confira entrevista com presidente da Acinfaz

Presidente Gastão Gonchorovski mostrou otimismo com relação aos comércios de ruas.

Por Luiz Henrique de Oliveira em 19 de dezembro, 2017 as 11h23. Artigo: Banda B

O Jornal Metropolitano (JM), programa que vai ao ar aos domingos na Rádio Banda B, a partir das 6h, entrevistou nessa semana o presidente da Associação Comercial e Industrial de Fazenda Rio Grande (ACINFAZ), Gastão Gonchorovski. Durante a entrevista, o empresário falou sobre temas como; o atual momento do comércio da cidade, o trabalho da ACINFAZ, os desafios do presente e as perspectivas para o futuro.

Quando se fala em futuro, a grande expectativa é com relação ao Fazenda 2050, um projeto que a ACINFAZ tomou partido para tornar Fazenda Rio Grande uma ‘cidade ideal’. “Puxamos da gaveta esse projeto Fazenda Rio Grande 2050. Juntamente ao poder público, queremos pensar o município em curto, médio e longo prazo. Nós vamos ser os guardiões das pautas, pensando na vontade do coletivo. Hoje a cidade está muito mais madura nesse sentido, em organizar os setores, capacitar os líderes e pensá-la”, descreveu.

Segundo o presidente, a grande intenção é o desenvolvimento local. “Fomos buscar ideias para elaborar um grande projeto, para que seja seguida uma cartilha das diretrizes principais. O consumo faz com que o dinheiro fique no local, melhorando a economia da cidade. O empresário tem que atender bem, criar ambientes para que quem só trabalha em Fazenda, por exemplo, também consuma na cidade. Nesse sentido, o Fazenda 2050 tem um papel de ajustar a cidade para criar opções aos moradores, verticalizando a cidade”, relatou.

Cidade de negócios

Ainda no bate papo, Gastão Gonchorovski falou que Fazenda começou a se tornar uma cidade de negócios. “O número de investidores que procuram nossa cidade é muito grande. São grandes redes presentes e agora também recebendo shoppings e galerias de lojas. Fazenda Rio Grande é um corredor de entrada do eixo Sul, para quem vem do Paraná e também de Santa Catarina. Retém a população, que não precisa ir para a capital”, afirmou.

Além disso, o presidente da ACINFAZ mostrou otimismo com relação aos comércios de ruas. “Nos bairros, começam a se formar ruas fortes de comércio, então hoje está muito legal para se investir. As pessoas chegam na associação dizendo que querem investir e nós fazemos um mapeamento para saber qual o melhor local. É diária a chegada de empresários que querem entrar na cidade”, contou.

Crescimento populacional

Questionado sobre os problemas enfrentados na cidade, o presidente contou que o ‘boom’ populacional é um dos principais, mas não pelo crescimento. “O problema é o não reconhecimento do IBGE, o que é uma briga constante. Os números do IBGE não chegam a dar 100 mil, mas nós temos dados cruzados que apontam uma população de 130 mil habitantes. Isso muda muito no recebimento de verbas para a cidade” , disse Gonchorovski.

Outro grande desafio é capacitar os comerciantes do município e passar o período de dificuldade econômica. “Os próprios comerciantes que prestam serviço na cidade ainda estão tensos com o momento que estamos vivendo. O empresariado ainda não está aberto para dizer se melhorou ou não melhorou. O grande desafio é reter o consumidor local, capacitar a população local para o atendimento eficiente e reter talentos na cidade. É um desafio que temos, porque a pessoa naturalmente vai buscar o seu crescimento, ganhando mais na capital, por exemplo”, lamentou.

Trabalho da associação

Por fim, Gastão Gonchorovski destacou o trabalho da associação na cidade. “A associação trabalha para os empresários e a cidade. Ela surgiu com o aumento de taxas de impostos, após a emancipação do município, quando os empresários se sentiam prejudicados. A entidade nasceu para fazer esta defesa dos interesses econômicos da cidade”, explicou, ressaltando que a ACINFAZ também oferecer cursos, tira dúvidas e auxiliá quem pretende montar um negócio em Fazenda Rio Grande.

Governo Autoriza Caixa A Utilizar R$ 15 Bilhoes Do FGTS Para Credito Imobiliario

Governo Autoriza Caixa A Utilizar R$ 15 Bilhoes Do FGTS Para Credito Imobiliario

Caixa reabre linha de credito com recursos do FGTS e eleva para 70% cota de financiamento para imovel usado

Caixa reabre linha de credito com recursos do FGTS e eleva para 70% cota de financiamento para imovel usado

Fazenda Rio Grande 2050

Fazenda Rio Grande 2050